7 Curiosidades sobre o Marrocos

Confira essas curiosidades e inspire-se para a próxima viagem.

Universidade mais antiga do mundo

O Marrocos é sede da universidade mais antiga em funcionamento no mundo. A Universidade al Quaraouiyine foi fundada pela muçulmana Fatima al-Fihri no ano de 859, na cidade de Fez. O curioso é que apesar de ter nascido pelas mãos de uma mulher, elas só passaram a ser aceitas como estudantes da instituição recentemente.

 

 

Proximidade com a Europa

Marrocos fica a apenas 13km de distância da Europa, separado da Espanha pelo estreito de Gibraltar. Do solo marroquino, inclusive, é possível visualizar ruas espanholas. Apesar de serem divididos pelo mar Mediterrâneo, existe uma fronteira física entre os dois continentes, uma vez que o a Espanha possui duas cidades autônomas localizadas no Marrocos. São elas Ceuta e Melilla.

 

 

Produtos sem preço

Nos Souks, famosos mercados de rua do Marrocos, os produtos não têm preço fixado. Por lá, o que vale é a lei da pechincha e a habilidade de negociação. Uma única loja pode vender, ao mesmo tempo, comida, roupas e móveis. Para quem vem do ocidente, a experiência de compra pode ser bem estranha (e divertida).

 

 

Reza, muita reza

Os marroquinos são, em sua grande maioria, adeptos do Islã, e tem o hábito de rezar cinco vezes ao dia. Antes do nascer do sol, ao meio-dia, durante a tarde, depois do pôr-do-sol e à noitinha. Nos horários de reza é normal ouvir pelas ruas do país o chamado das mesquitas, feitos em grandes alto-falantes.

 

 

Paixão por chá

A população do Marrocos é apaixonada por chá. Estima-se que o país seja o maior importador de chá chinês do planeta. Os marroquinos têm o hábito de ingerir a bebida antes e depois das refeições. Via de regra, ele é servido com grandes quantidades de açúcar. Recusa-la ou demonstrar algum tipo de desagrado pode ser considerado sinal de ofensa.

 

 

Esqueça os talheres

No Marrocos, comer com as mãos é um hábito bem comum. No entanto, o correto é usar sempre a mão direita, já que comer com a esquerda é considerado um gesto grosseiro.

 

 

Álcool

Apesar do país ser um grande produtor de vinhos, é bem difícil consumir álcool por lá. O islamismo proibi os seus seguidores de ingerir bebidas alcóolicas, e a venda sem restrição nas ruas é permitida apenas para turistas. Ainda assim, não é fácil encontrar opções e elas são bem caras. Além disso, os estabelecimentos autorizados param de vender após às 19 horas.

 

 

 

Fonte: amelhorcoisadaminhavida.com.br

Compartilhar:

Contato

Cadastre seu e-mail e receba promoções exclusivas!

Seu Telefone (obrigatório)