TITLE

DESCRIPTION

Retomada de viagens internacionais: quais são as previsões em diferentes países?

Após suspender a entrada em seus territórios, alguns países começam a se preparar para a reabertura de fronteiras.

A retomada de viagens internacionais pós-coronavírus deve ser lenta e gradual, já que a pandemia não foi totalmente superada e deve mudar a rotina do turismo no futuro. No entanto, já é possível observar medidas que visam garantir a segurança dos viajantes.

Algumas companhias aéreas já planejam retomar voos para o Brasil a partir desse mês, o que deve ajudar na normalização do cenário e o planejamento de próximas viagens. Vale reforçar, no entanto, que não é possível ter certeza desses prazos, já que a retomada dos voos dependerá de decisões dos governos sobre reabertura de fronteiras e permissões para viagens internacionais.

Confira o que está sendo feito nos principais países em relação às restrições de viagem, abertura de fronteiras, retorno dos voos e fim da quarentena.

 

 

 

🇿🇦 África do Sul

Os voos para a África do Sul continuam suspensos, no entanto, o governo planeja flexibilizar as restrições. Ao invés de medidas nacionais, um novo sistema de alertas que varia conforme as condições locais de cada província deve ser implementado em breve.

 

 

 

🇦🇺 Austrália

Austrália e Nova Zelândia planejam uma “bolha de viagem” entre os dois países. Representantes do governo estão discutindo a criação de um corredor especial, permitindo o livre trânsito de passageiros entre as duas nações, já que ambas estão conseguindo controlar os casos de contágio interno.

No entanto, a entrada de passageiros na Austrália continua suspensa, salvo casos de cidadãos, residentes permanentes e exceções diplomáticas.

 

 

 

🇶🇦 Catar

A Qatar Airways reduziu a frequência na rota de Doha para São Paulo de 7 para 4 voos semanais – e assim deve permanecer até 1° de junho, a partir de quando devem ser realizados 5 voos semanais.

 

 

 

🇨🇳 China

Algumas regiões da China já estão lentamente reabrindo para o turismo. É o caso de Badaling, o trecho mais popular da Grande Muralha da China, que foi reaberto ao público após ter sido fechado por dois meses devido a expansão do COVID-19. O complexo da Disney em Xangai também será reaberto, em fases, a partir de 11 de maio.

A China permanece com a suspensão de entrada de estrangeiros desde 28 de março. Internamente, já se discute a flexibilização de vistos de entrada para viajantes a negócios vindos de Singapura e Coreia do Sul.

 

 

 

 

🇦🇪 Emirados Árabes

A retomada dos voos da Emirates de Dubai para São Paulo está prevista para 2 de julho, com frequência de quatro vezes na semana, e 14 de julho com frequência diária. A partir de 2 de agosto devem ser reiniciados os voos para o Rio de Janeiro, com quatro frequências semanais até 31 de agosto e frequência diária depois desta data.

 

 

 

🇬🇷 Grécia

Como os demais países da União Europeia, a Grécia fechou suas fronteiras a estrangeiros, salvo residentes permanentes e exceções diplomáticas.

 

 

🇭🇰 Hong Kong

Não é permitida a entrada ou trânsito de passageiros em Hong Kong, salvo exceções diplomáticas, residentes permanentes e cidadãos.

 

 

🇮🇳 Índia

A Índia suspendeu temporariamente todos os vistos de estrangeiros. Voos comerciais continuam proibidos até 17 de maio.

 

 

🇮🇩 Indonésia

Não é permitida a entrada ou trânsito de passageiros na Indonésia, salvo exceções diplomáticas, residentes permanentes e cidadãos.

 

 

 

🇯🇵 Japão

O Japão restringiu a entrada de passageiros que estiveram nos últimos 14 dias em diversos países em todos os continentes, incluindo o Brasil.

 

 

🇲🇾 Malásia

A Malásia reabriu as fronteiras terrestres com a Tailândia, mas permanece fechada para outros países. Não é permitida a entrada de passageiros na Malásia, com exceção de residentes permanentes e cidadãos.

 

 

 

 

🇳🇿 Nova Zelândia

Nova Zelândia e Austrália planejam um corredor especial entre os dois países. Representantes do governo estão discutindo a criação de uma “bolha de viagem”, permitindo o livre trânsito de passageiros entre as duas nações, já que ambas estão conseguindo controlar os casos de contágio interno.

No entanto, a entrada de passageiros na Nova Zelândia continua suspensa, salvo casos de cidadãos, residentes permanentes e exceções diplomáticas.

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.melhoresdestinos.com.br/

Compartilhar: